Anunciando a verdade que liberta!

Rádio Online

Ouça no Spotify

Q

O Cristão e as Obras da fé

Texto Base: Tiago 3

INTRODUÇÃO
A carta de Tiago é o manual prático que ensina sobre a fé frutífera que agrada a Deus. Essa fé é aperfeiçoada com obras. Hoje falaremos sobre a quinta obra que completa a nossa fé: falar com sabedoria de Deus.

PROPÓSITO
Trazer a compreensão que as palavras são sementes de vida, cura e libertação.

DESENVOLVIMENTO
1) COMBATENDO O ÍMPETO NATURAL DE SE APRESENTAR COMO MESTRE (Tg 3.1-2)
O homem natural tem a tendência de gloriar-se com palavras que evidenciam a soberba do seu coração. Nós devemos considerar a advertência implícita nesse capítulo que deixa claro que todo mestre será julgado por Deus e medido com base no conhecimento que tem, também prestará contas de cada palavra que proferir (v. 1). Devemos desenvolver a habilidade de falar com prudência, pois essa é uma das obras que justificam a verdadeira fé.

2) AS PALAVRAS PODEM SER FONTE DE BÊNÇÃO OU DE MALDIÇÃO (Tg 3.3-12)
As palavras podem dirigir a nossa vida como os freios na boca dos cavalos e como o leme nos grandes navios (vs. 3-4). Elas podem fazer o homem vangloriar-se quando Deus é que tem que ser exaltado (v. 5). Podem contaminar o corpo, mudar o curso natural da natureza humana e serem brechas para os espíritos do inferno (v. 6). Podem trazer bênção ou maldição, a honra ou a desonra de Deus, podem trazer o doce alívio ou o amargo sofrimento (vs. 9-11). Muitas experiências estão condicionadas ao modo de falar (vs. 11-12), pois as palavras são sementes poderosas. Importante compreendermos que pelo esforço natural não conseguiremos mudar nossa maneira de expressar (v. 8).

3) AS PALAVRAS DEVEM SER DIRECIONADAS PELA SABEDORIA DE DEUS (Tg 3.13-17)
O homem sem o Espírito Santo se expressa impulsionado pela sabedoria do mundo, segundo o coração corrompido pela inveja, mentira, contendas e inspirado pelo inferno (vs. 14-16). Precisamos da inspiração da Palavra de Deus (2 Tm 3.16-17; Hb 4.12) para liberar palavras que tragam vida e edificação. O homem com o Espírito Santo fala com pureza, espírito de paz, equilíbrio, amável, cheio de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade e sem fingimento (v. 17).

Aplicação Prática: vamos proferir a Palavra de Deus em todas as circunstâncias para promover as bênçãos e glorificar o nome do Senhor.

CONCLUSÃO
Que as palavras se tornem as sementes que promovem a justiça e a bondade sobre a nossa vida.

Autor: Pr. Luiz Carlos da Costa – CEO / Soledade de Minas – MG
Correção Gramatical: Samuel Lopes Maciel
Coordenação e Revisão Geral: Pr. Donizétti Maciel

Estudo de Célula de Agosto de 2021

Compartilhe este estudo!

+ Estudos

Coração Grato

Coração Grato

Textos Base: Salmos 126.3 INTRODUÇÃOFinda-se mais um ano e há motivos de sobra para sermos gratos a Deus. Juntos podemos dizer: “Até aqui nos ajudou o Senhor” (1 Sm 7.12). Reflita sobre quantas coisas Ele te proporcionou em 2021 e expresse a sua gratidão, porque...

Deus é o guia; vamos cumprir nossa missão sob sua direção

Deus é o guia; vamos cumprir nossa missão sob sua direção

Texto Base: Gênesis 24.7 INTRODUÇÃOEliezer, servo de Abraão, foi guiado pelo anjo do Senhor em sua missão de buscar uma mulher para Isaque. Também nós, igreja de Deus, temos uma missão e o Senhor quer nos guiar para que possamos cumpri-la com sucesso (Mt 28.19-20; Mc...

Deus é o nosso provedor

Deus é o nosso provedor

Texto Base: Gênesis 22.13-14 (NTLH) INTRODUÇÃOAbraão foi adorar a Deus levando seu filho como sacrifício para o altar. Mas o Senhor não permitiu que Isaque fosse morto, na verdade proveu um cordeiro para ser sacrificado em seu lugar. Dessa história foi revelado ao...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *