Anunciando a verdade que liberta!

Rádio Online

Ouça no Spotify

Q

Vencendo o medo para adorar o Deus Eterno

Texto Base: Gênesis 21.33; 22.12 (NTLH)

INTRODUÇÃO
O medo não é um pecado, mas um sentimento que pode impor limites quando, para o nosso progresso, devemos avançar na fé e nos entregarmos completamente a Deus.

PROPÓSITO
Fortalecer a convicção para vencer temores que impedem a entrega total a Deus.

DESENVOLVIMENTO
1) O MEDO DE ABRAÃO, A SUPERAÇÃO E ADORAÇÃO A DEUS
Em duas ocasiões distintas, Abraão manifestou o medo da morte (Gn 12.11-13; 20.1-2,10-11). Mas, à medida que obedecia a voz de Deus, seu medo foi sendo superado. O nascimento de Isaque foi um fator determinante, pois gerar um filho na velhice, com mulher estéril, foi um milagre de Deus (Gn 21.1-7). No entanto, seria ele capaz de obedecer a Deus quando lhe foi pedido para sacrificar seu filho? Quando Abraão plantou uma árvore e adorou a Deus (adoração parcial), estava apenas se preparando para esse momento que provaria a sua fé (adoração integral). Em Hb 11.17-19 diz que ele julgou ser Deus poderoso para ressuscitar o filho após o sacrifício. Esta foi a sua vitória sobre o medo: crer no poder de Deus e obedecê-Lo. Abraão venceu o medo da morte e obedeceu completamente a Deus (Gn 22.1-12).

2) O MEDO IMPEDE O CRISTÃO DE SE ENTREGAR COMPLETAMENTE A DEUS
Muitos cristãos também enfrentam tal inimigo que chega a paralisá-los, impedindo-os de fazerem muitas coisas para Deus. Não conseguem ter atitudes como jejuar, participar de uma vigília na madrugada, entregar ofertas e dízimos para a obra do Senhor, etc. A raiz desse medo é a falta de fé no poder de Deus para recompensar qualquer sacrifício que lhe for exigido. É uma falha na fé. Lembre-se: Deus nos deu o Espírito Santo e ousadia (At 1.8; Gl 5.22-23; 2 Tm 1.7)!

3) VAMOS TAMBÉM ADORAR O DEUS ETERNO COM TUDO O QUE TEMOS
Abraão plantou uma árvore e adorou, mas isso era uma adoração incompleta. Deus foi honrado com a sua obediência completa ao oferecer seu filho. A adoração que honrará a Deus não consiste apenas em participar de um culto, mas de uma rendição completa à Sua vontade. Se o culto terminar mais tarde ou o Pastor convocar uma vigília, participemos alegremente, crendo que o Senhor abençoará as horas perdidas do sono. Ao entregar uma oferta ou dízimo, façamos crendo que o Senhor proverá muito mais do que podemos dar. Não deixemos que o medo limite o melhor tempo, o melhor esforço e a melhor oferta para adorarmos a Deus.

Aplicação Prática: oremos para superar o medo que não permite a nossa obediência completa a Deus.

CONCLUSÃO
Vamos vencer, com fé e obediência, o medo que impede a nossa entrega a Deus. Vamos crescer na vida cristã como adoradores do Deus Eterno!

Fonte: Pr. Luiz Carlos da Costa – CEO / Soledade de Minas – MG
Correção Gramatical: Samuel Lopes Maciel
Coordenação e Revisão Geral: Pr. Donizétti Maciel

Estudo de Célula de Novembro de 2021

Compartilhe este estudo!

+ Estudos

Uma Família segundo o Coração de Deus

Uma Família segundo o Coração de Deus

Texto Base: Gênesis 1.27-28 INTRODUÇÃODesde o princípio da criação, Deus estabeleceu o modelo de família e os princípios que a regeria. Primeiro, criou o homem à sua imagem (Gn 1.27), dando o entendimento de que uma família começa pelo casamento entre um homem e uma...

Família – A base da sociedade

Família – A base da sociedade

Texto Base: Salmo 128 INTRODUÇÃOA primeira instituição criada por Deus foi a família. O Senhor estabeleceu a ordem divina na primeira casa, o Jardim do Éden. Ele deu instruções específicas ao primeiro chefe de família e à sua mulher, Adão e Eva, ordenando que fossem...

E a Família, vai bem?

E a Família, vai bem?

Texto Base: Salmo 128 INTRODUÇÃOE a família, vai bem? Diariamente questionamos ou somos questionados a respeito de nossas famílias, mas nem sempre respondemos sinceramente, preferimos esconder nossos problemas. No mundo em que vivemos, as pessoas aprendem a viver de...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.